Consulta diaria


Primeira leitura: Is 50,4-9a: 
Não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. (3º canto do Servo do Senhor)
Salmo:  Sl 68, 8-10. 21bcd-22. 31. 33-34 (R. 14cb): 
Respondei-me pelo vosso imenso amor, neste tempo favorável, Senhor Deus.
Evangelio: Mt 26,14-25: 
O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que o trair.

 

 

Naquele tempo: Um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes e disse: 'O que me dareis se vos entregar Jesus?' Combinaram, então, trinta moedas de prata. E daí em diante, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus. No primeiro dia da festa dos Ázimos, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: 'Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?' Jesus respondeu: 'Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: 'O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a Páscoa em tua casa, junto com meus discípulos'.' Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a Páscoa. Ao cair da tarde, Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. Enquanto comiam, Jesus disse: 'Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair.' Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: 'Senhor, será que sou eu?' Jesus respondeu: 'Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato. O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!' Então Judas, o traidor, perguntou: 'Mestre, serei eu?' Jesus lhe respondeu: 'Tu o dizes.'

Comentário

A vida do discipulado tem exigências profundas e sérias. Jesus pede ao grupo de seus seguidores adesão e fidelidade à causa. No entanto, nem sempre é fácil para o discípulo entrar na lógica do Mestre. Jesus propõe coisas fortes. Coisas tremendas. Para assumir a proposta de Jesus é necessário romper com a lógica do mundo, do egoísmo e do acúmulo. A vida cristã não é uma vida de relax. Tampouco de acomodação social, de carreirismo em vista de um lugar melhor ou de uma mudança de status. O discípulo deve romper com tudo aquilo que desdiz de Jesus e de sua causa, para abraçar o mais genuíno do seguimento e do prosseguimento da causa do Mestre de Nazaré. É o momento oportuno para acolher a Jesus, seu convite e sua Boa Notícia. Deus, através da pessoa de Jesus, veio ao nosso encontro. Façamos agora a tarefa que compete a nós, a fim de viver nossa própria cristificação. Comecemos!

Santo do Dia
S. Roberto de Turlande, Roberto de Molesme, Estêvão Harding e Miguel de TounerreSéc. XI ? monges ? \"Roberto? quer dizer \"brilhante de glória?. \"Estêvão? significa \"coroa?. \"Miguel? quer dizer \"quem é como Deus??


O abade S. Roberto de Turlande nasceu em Alvérnia, por volta de 1001. Muito jovem, foi ordenado sacerdote e depois feito cônego e, por fim, em 1050, deixou tudo para fundar o mosteiro de La Chaise-Dieu, a \"cadeira de Deus?. Morreu em 1067 e foi canonizado por Alexandre II. O abade S. Estêvão Harding nasceu na Inglaterra e foi o terceiro abade de Citeaux. Reformou o mosteiro, restaurou a disciplina, baniu o luxo, resgatou a simplicidade e a austeridade de vida. Morreu em 1134, após fundar mais de 13 abadias. S. Roberto de Molesme nasceu em Champagne, em 1024. Aos 15 anos, ingressou no mosteiro de Montier-la-Celle. Como abade do mosteiro, S. Miguel de Tounerre procurou restabelecer a disciplina. Diante da resistência dos monges, refugiou-se na floresta de Collan, vivendo como ermitão e depois fundando o mosteiro de Chalon, do qual foi abade.