Consulta diaria


Primeira leitura: Is 42,1-7: 
Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. (1º canto do Servo do Senhor).
Salmo:  Sl 26, 1. 2. 3. 13-14 (R. 1a): 
O Senhor é minha luz e salvação.
Evangelio: Jo 12,1-11: 
Deixa-a; ela fez isto em vista do dia de minha sepultura.

 

 

Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi para Betânia, onde morava Lázaro, que ele havia ressuscitado dos mortos. Ali ofereceram a Jesus um jantar; Marta servia e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Maria, tomando quase meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e enxugou-os com seus cabelos. A casa inteira ficou cheia do perfume do bálsamo. Então, falou Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de entregar: 'Por que não se vendeu este perfume por trezentas moedas de prata, para as dar aos pobres?' Judas falou assim, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão; ele tomava conta da bolsa comum e roubava o que se depositava nela. Jesus, porém, disse: 'Deixa-a; ela fez isto em vista do dia de minha sepultura. Pobres, sempre os tereis convosco, enquanto a mim, nem sempre me tereis.' Muitos judeus, tendo sabido que Jesus estava em Betânia, foram para lá, não só por causa de Jesus, mas também para verem Lázaro, que Jesus havia ressuscitado dos mortos. Então, os sumos sacerdotes decidiram matar também Lázaro, porque, por causa dele, muitos deixavam os judeus e acreditavam em Jesus.

Comentário

Jesus é ungido por Maria de Betânia. É interessante, na segunda-feira da Semana Santa, que a liturgia apresente este texto tão sugestivo. Jesus é ungido por uma mulher (Maria) pobre (Betânia se traduz literalmente como casa do pobre). A novidade de Jesus foge dos esquemas tradicionais da sociedade patriarcal e patrilinear. Jesus traz uma novidade e essa realidade nova toca aqueles que foram marginalizados pelos sistemas imperantes: as mulheres e os pobres, entre outros. Esta mulher é símbolo daquilo que um cristão deve fazer hoje: aderir de tal maneira a Jesus que tudo quanto faça e diga tenha a Jesus como centro, como norma, como critério. Vamos nos aproximando do Tríduo Pascal. Preparemos o coração e a mente para acompanhar, de forma ativa, a Jesus até a Cruz, para chegar com ele à vitória da Ressurreição. Que nossa vida testemunhe ao mundo que Jesus é o Senhor e que por nosso testemunho outros descubram que vale a pena seguir o Senhor.

Santo do Dia
S. Pedro Gonzale
séc. XII ? \"Pedro? significa \"Rocha? ? É o protetor dos marinheiros


Chamado popularmente de S. Elmo, S. Pedro Gonzalez é o protetor dos marinheiros, pois, um dia, estando ele a pregar em campo aberto, armou um grande temporal, que logo se dispersou quando o santo ordenou às nuvens e aos ventos que não atrapalhassem o serviço de Deus. Nasceu em Astorga, Espanha, por volta de 1190. Jovem ainda fez-se cônego e logo depois deão. No dia da posse do cabido, o cavalo que montava o derrubou ao chão fazendo rir a multidão. Diante de tal vexame, abandonou tudo e se tornou dominicano, percorrendo toda a Galiza, o Minho, pregando o evangelho, ajudando os necessitados e promovendo obras sociais, em favor da população pobre.