Consulta diaria


Primeira leitura: Jr 20,10-13: 
Ele salvou das mãos dos malvados a vida do pobre.
Salmo: Ele salvou das mãos dos malvados a vida do pobre.
Ao Senhor eu invoquei na minha angústia e ele escutou a minha voz.
Evangelio: Jo 10,31-42: 
Procuravam prender Jesus, mas ele escapou-lhes das mãos.

 

 

Naquele tempo: Os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus. E ele lhes disse: 'Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?' Os judeus responderam: 'Não queremos te apedrejar por causa das obras boas, mas por causa de blasfêmia, porque sendo apenas um homem, tu te fazes Deus!' Jesus disse: 'Acaso não está escrito na vossa Lei: 'Eu disse: vós sois deuses'? Ora, ninguém pode anular a Escritura: se a Lei chama deuses as pessoas às quais se dirigiu a palavra de Deus, por que então me acusais de blasfêmia, quando eu digo que sou Filho de Deus, eu a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo? Se não faço as obras do meu Pai, não acrediteis em mim. Mas, se eu as faço, mesmo que não queirais acreditar em mim, acreditai nas minhas obras, para que saibais e reconheçais que o Pai está em mim e eu no Pai.' Outra vez procuravam prender Jesus, mas ele escapou das mãos deles. Jesus passou para o outro lado do Jordão, e foi para o lugar onde, antes, João tinha batizado. E permaneceu ali. Muitos foram ter com ele, e diziam: 'João não realizou nenhum sinal, mas tudo o que ele disse a respeito deste homem, é verdade.' E muitos, ali, acreditaram nele.

Comentário

Jesus foi fiel a seu Pai Deus. A única coisa que fez durante toda a sua vida foi mostrar o amor e a bondade infinita do Pai. As boas obras de Jesus se orientam a reconstruir a criação como estava no desígnio de Deus. Jesus busca por todos os meios possíveis inaugurar o reino da vida e destruir o império da morte. A obra de Deus, que Jesus confirma com sua vida e sua palavra é um ininterrupto trabalho de criação e de libertação. Essa tarefa que o Pai faz, também a realiza o Filho e assume as consequências de criar a vida e de libertá-la de toda escravidão. Jesus se apresenta como Filho. Não tem mais nada que o acredite frente ao Povo. Deus mesmo dá testemunho dele, mas o povo mais crente não acredita em Deus. Isto pode aconteceer hoje conosco. Estejamos atentos. Que tanta religião não nos faça perder de vista a revelação plena de Deus em seu Filho Jesus.

Santo do Dia
S. Júlio I
séc. IV ? papa ? \"Júlio? quer dizer \"luz?


Júlio I foi eleito papa no dia 6 de fevereiro de 337, assumindo a Cátedra Apostólica após quase cinco meses de vacância. Seu pontificado foi marcado pela luta em preservar a fé apostólica e, conseqüentemente, a unidade da Igreja, ameaçada pela heresia ariana. O arianismo já havia sido condenado no Concílio de Nicéia (325), mas somente no Concílio de Constantinopla (381) foi totalmente refutado. Em 344, Júlio I convocou o Concílio de Sárdica, em Sófia, Bulgária, em que se reconfirmaram as decisões do Concílio de Nicéia. Santo Atanásio, Marcelo de Ancira e Asclépias de Gaza, foram inocentados e reconfirmados como legítimos pastores da Igreja.