Consulta diaria


Primeira leitura: Ez 47,1-9.12: 
Vi sair água do lado direito do templo, e todos os que esta água tocou foram salvos.
Salmo: Sl 45, 2-3. 5-6. 8-9 (R. 8): 
Conosco está o Senhor do Universo! O nosso refúgio é o Deus de Jacó.
Evangelio: Jo 5,1-16: 
No mesmo instante o homem ficou curado.

 

 

Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. Existe em Jerusalém, perto da Porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico. Muitos doentes ficavam ali deitados -cegos, coxos e paralíticos -, esperando que a água se movesse. De fato, uma anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos. Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: 'Queres ficar curado?' O doente respondeu: 'Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente'. Jesus disse: 'Levanta-te, pega na tua cama e anda.' No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou na sua cama e começou a andar. Ora, esse dia era um sábado. Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: 'É sábado! Não te é permitido carregar tua cama.' Ele respondeu-lhes: 'Aquele que me curou disse: 'Pega tua cama e anda'.' Então lhe perguntaram: 'Quem é que te disse: 'Pega tua cama e anda?' O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar. Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo e lhe disse: 'Eis que estás curado. Não voltes a pecar, para que não te aconteça coisa pior'. Então o homem saiu e contou aos judeus que tinha sido Jesus quem o havia curado. Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus, porque fazia tais coisas em dia de sábado.

Comentário

A experiência de Jesus que é boa notícia para todos os homens e mulheres de toda raça, povo e nação tem, também, sujeitos privilegiados: os pobres, os deserdados, “os descartados”. São os primeiros destinatários do amor de Deus manifestado por Jesus. O reino não é outra coisa senão a vida plena para todos aqueles aos quais as estruturas sociais e religiosas lhes arrebataram a vida. Em Betesda, o Evangelho de hoje narra que Jesus manifestou um sinal do reino. A ação de Deus, seu amor libertador e curador de toda enfermidade e escravidão, age acima de todas as lógicas deste mundo, também das lógicas mesquinhas da religião. O homem que após trinta e oito anos de enfermidade foi curado em dia de sábado, ou seja, dia que para os judeus não se podiam senão fazer ritos e liturgias. Quando a vida é devolvida a um filho de Deus, até as religiões têm que sair do caminho. Perguntemo-nos com seriedade: As práticas religiosas que realizo são geradoras de vida ou de morte?

Santo do Dia
B. Elisabete Vendramini
1790-1861 ? fundadora ? \"Elisabete? quer dizer \"aquela que adora a Deus?, que tem a Deus como a \"plenitude da vida?

Elisabete Vendramini nasceu em Bassano de Grappa, Itália. De família rica e de bem com a vida, subitamente decidiu deixar de lado o futuro promissor e entrar para o convento. Ingressou na ordem terceira de S. Francisco, mas a vontade de Deus era que ela fundasse uma nova comunidade religiosa: as Terciárias Franciscanas Elisabetinas. Atenta em responder às necessidades de seu tempo, em ler \"os sinais dos tempos?, Elisabete Vendramini dedicou toda a sua vida ao serviço de assistência e de evangelização aos pobres (enfermos, idosos, órfãos, desamparados). Foi beatificada por João Paulo II em 1990.