Consulta diaria


Primeira leitura: 2Sm 7,4-5a.12-14a.16: 
O Senhor lhe dará o trono de Davi, seu pai. (Lc 1,32)
Salmo: Sl 88(89),2-3.4-5.27 e 29 (R. 37): 
Eis que a sua descendência durará eternamente.
Segunda leitura: Rm 4,13.16-18.22: 
Contra toda a humana esperança, ele firmou-se na fé.
Evangelio: Mt 1,16.18-21.24a: 
José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.

 

 

Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: "José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados". Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.

Comentário

Hoje a Igreja nos propõe a festa de São José, esposo de Maria e pai de Jesus. Devemos ler a figura de José na linha do Evangelho, não segundo os modelos tradicionais de esposo e de pai, que responderam mais às referências culturais ocidentais, que à nova lógica apresentada pelo Evangelho. Essas referências foram a heteronormatividade, a paterlinealidade e o androcentrismo. O evangelho hoje, lido na perspectiva de Jesus é muito provocador. Jesus se distancia das tradições de Israel e rompe com o esquema de família patriarcal própria daquela sociedade. Na repreensão de Maria a Jesus está a repreensão de Israel que se sente fiel, que não quer que Jesus entre numa lógica transgressora. À própria família de Jesus, a seu pai e à sua mãe, custa-lhes entender que Jesus se separa de uma tradição à qual eles pertencem, mas da qual ele quer distanciar-se. Ao chamar a Deus de Pai, Jesus se distancia da tradição patriarcal judaica e estabelece uma nova maneira de constuir família, sociedade e comunidade.

Santo do Dia
S. José, esposo de Maria
Patrono da Igreja universal, dos carpinteiros, operários, pais
de família, sem-teto, dos moribundos e dos que buscam a justiça
social ? \"José? quer dizer \"que Deus acrescente?

José era descendente do rei Davi (Mt 1,1-16; Lc 3,23-38). Carpinteiro por profissão (Mt 13,55), foi uma pessoa simples e de poucas posses (Lc 2,24). Esposo de Maria, por ela sofreu vendo-a esperar um filho que não era deles (Mt 1,19-25). Homem de fé, espera confiante no Senhor. Em sonhos conhece de um anjo a verdade sobre a criança que Maria esperava: o Filho de Deus. Para salvar a vida do Menino foge com ele e sua mãe para o Egito (Mt 2,13-23); quando Jesus fica no templo, angustia-se à sua procura (Lc 2,48). É invocado com a seguinte oração: Ó glorioso S. José... vinde em nosso auxílio nas dificuldades em que nos achamos. Tomai sob vossa proteção a causa importante que vos confiamos, para que tenha uma solução favorável. Ó Pai muito amado, em vós depositamos toda nossa confiança. Que ninguém possa jamais dizer que vos invocamos em vão. Já que tudo podeis junto a Jesus e Maria, mostrai-nos que vossa bondade é igual ao vosso poder. S. José, a quem Deus confiou o cuidado da mais santa família que jamais houve, sede, nós vo-lo pedimos, o pai e protetor da nossa família, e impetrai-nos a graça de vivermos e morrermos no amor de Jesus e Maria. Amém.